coluna kleber

Os jornais noticiam e as estatísticas do ISP informam que alguns índices criminais estão baixando em nossa área, o que não retrata a realidade uma vez que a sensação de insegurança tem aumentado frente aos inúmeros delitos que chegam ao nosso conhecimento, pelo boca a boca.  


        O descompasso entre a realidade e as estatísticas se deve ao fato de que a população não vem fazendo registros das ocorrências o que mascara os dados publicados pelo ISP.


        Impõe-se, portanto, que todas as associações de moradores e comerciais façam uma campanha que vise reduzir as subnotificações. Para facilitar os registros o público poderá usar o serviço da DEDIC de cada delegacia.


           BOAS MEDIDAS


        O novo comando geral da PM está implantando medidas para melhorar a imagem da corporação junto à população: além da melhor capacitação e valorização do policial vai recorrer ao Facebook com o fim de conquistar a simpatia do publico alvo de suas ações.


        Este método de interatividade já foi adotado em metrópoles mais avançadas, com grande sucesso; Nova York foi um exemplo.


        O Cel. Frederico Caldas – Relações Públicas da PM, declara:


        “Pelo Facebook, vamos humanizar nosso trabalho, mostrar à população que o policial é um cidadão como qualquer outro. Além disso, contaremos com mais um canal para denúncias. Quando for necessário garantir sigilo, enviaremos e receberemos mensagens privadas”.


        O Cel. Caldas vem preparando o policial militar para este novo serviço, através de palestras e aulas para os encarregados de comunicação dos batalhões.


        Já implantado no 18º BPM a sua página chega a ter 400 mil seguidores e continua recebendo adesões uma vez que se mostrou muito importante na interação com os moradores de sua área de atuação.


        Bom para a imagem da PM e para a comunidade.

 

 

     

 

Kleber Machado